30 dias de Oração por Portugal

22 03 2011


Nestes últimos dias, eu e meu marido Luciano, temos sido confrontados a intensificar nossa vida de oração.

No penúltimo Post, falei sobre a oração, como a base da vida e do ministério de Neemias e a apontei como “a chave”, que proporcionou a Neemias o sucesso de sua missão!

A vida, a fidelidade, o temor e a determinação de Neemias tem me impressionado! E a forma como ele orava, me confrontou muito! Tenho ouvido frequentemente Deus me chamar para uma forma mais intensa de oração! Deus deseja nos levar a um novo lugar, através da intercessão. Deus tem criado muitas situações, pelas quais, temos tido que orar, orar e orar! Deus tem nos dado sonhos sobre intercessão! Nossos pastores no Brasil, também tem ensinado sobre a oração, nestes últimos dias. Há muitas pessoas, que nem imaginávamos, que estão nos mandando mensagens, emails, telefonando e nos falando, que estão intercedendo por nós! Sentimos muita urgência em orar e sabemos que Deus vai se mover de alguma forma, em nossa vida, em nossa história e em nossa nação! Portugal é hoje a nação que temos pedido ao Senhor por herança. Temos chorado por esta nação, por esta terra e por seus filhos … pois ainda há muitos e muitos que ainda não foram salvos, apesar de grande presença missionária.

Ainda há muito o que fazer aqui, não podemos parar, não podemos esmorecer, não podemos voltar atrás … Portugal ainda não foi salvo! Passou a sega, findou o verão, e” (Portugal) ainda não está salvo” (Jr 8.20).

Neemias disse:  Grande e extensa é a obra, e estamos muito longe, separados uns dos outros” (Ne 4.19).

1. A obra é grande e extensa (isto fala do muito que ainda temos para fazer).

2. Estamos muito longe

3. Estamos separados uns dos outros (ainda que cada um (cada igreja) construa de frente para a sua própria casa, precisamos fazer isso “todos” juntos, em unidade de propósito, e em concordância).

“Pelos nossos irmãos, por nossos filhos, nossas casas e por nossa terra” (Ne 4.14).

É de Deus esta peleja! Mas, nós, como Igreja, podemos e devemos cooperar Ele, nesta batalha.

Estamos iniciando um tempo de oração, jejum e intercessão por Portugal.

Precisamos corresponder com os anseios do coração do Pai, estarmos no mesmo espírito, em sintonia e unidade com Seus propósitos e Sua visão. Deus ama esta nação e decidiu não abrir mão dela. Há muitas palavras proféticas sobre o que o Senhor deseja fazer aqui, e Deus vai usar a sua Igreja, para cumprir suas promessas. Deus prometeu a terra de Canaã para Israel, mas eles não sentaram e esperaram as promessas cumprirem-se, sozinhas. Eles lutaram e conquistaram. Avançaram, debaixo da Vontade Soberana de Deus; deram passos em direção ao que Deus desejava, por isso venceram!

O nosso propósito é orar durante 30 dias, começando dia 27 de março, até dia 25 de abril.

Por que esta data específica?

O dia 25 de abril para os portugueses, é um dia de grande importância, pois é o dia em que eles comemoram o início da democracia, conseguida, através de uma investida militar e também das massas contra a ditadura, que era imperante no país. Foi uma vitória tão grande que este dia, é chamado de “Dia da Liberdade”.

Então, vamos orar até o “Dia da Liberdade” para neste dia, profetizarmos “A Verdadeira Libertação Espiritual” da Nação Portuguesa, do regime ditador, no qual o principe das trevas impôs aqui. Vamos profetizar aos “ares de Portugal”, a Libertação e a Vinda do Reino de Deus sobre Portugal, crendo, que Jesus será o próximo governante desta nação! Aleluia!

Você quer se ajuntar a nós nesta guerra?

“ No lugar onde ouvirdes o som da buzina, ali vos ajuntareis conosco; o nosso Deus pelejará por nós” (Ne 4.20).

Marque então em sua Agenda, o dia para o início de nossa Campanha de Oração por Portugal. A começar pelo dia 27 de março, estaremos, todos os dias, Postando motivos específicos de Oração. Dedique algum tempo a esta causa.

Gosto muito de uma expressão de Davi, que diz: “Porque qual é a parte dos que desceram à peleja, tal também será a parte dos que ficaram com a bagagem; receberão partes iguais”.

Isto significa que mesmo que você não esteja em solo português, você pode dar seu tempo, em oração, por esta causa e por este país. Você pode ser um missionário, doando seu tempo e sua oração.  Alguém já disse: “Missões se faz com os pés dos que vão, com os joelhos dos que oram e com as mãos dos que contribuem”.

Esteja atento ao dia 27!

Baruch Hashem! Daniele Marques.

Anúncios